Home / Blog / Dicas / Como comprar celular usado: cuidados e testes

Como comprar celular usado: cuidados e testes

O que é insuficiente para uns pode ser mais do que o necessário para outros. A rápida evolução dos smartphones faz com que os usuários troquem de aparelho a cada um ou dois anos. Porém, o que fazer com o celular usado?

Certos aparelhos, mesmo depois de um bom tempo de uso, ainda se mantém em ótimas condições. Por isso, aqueles que estão procurando um modelo com valor mais acessível podem recorrer a eles para resolver os seus problemas.

No entanto, como na compra de qualquer item usado, é preciso ter cuidado, uma vez que não há as mesmas garantias que haveria se você estivesse comprando um produto novo. Para orientá-lo com relação aos cuidados que é preciso ter antes de comprar um celular usado, listamos aqui cinco dicas para você não ficar na mão.

1. Fique atento à procedência do produto

Diferentemente do que acontece quando compramos um smartphone novo, nem sempre o produto usado está dentro do prazo de garantia. Portanto, em caso de eventuais problemas, não será possível realizar a troca. Por isso, é preciso que o vendedor seja uma pessoa ou uma loja confiável.

Se possível, solicite a nota fiscal de compra do produto. Ela é um documento que garante que, na origem, o produto tinha procedência legal. Verifique ainda se o aparelho já esteve em assistência técnica e se há algum tipo de problema que possa ser notado no uso do dia a dia.

2. Verifique o IMEI

Todo celular tem um número universal de identificação, chamado de IMEI. Quando um smartphone é roubado, o dono pode informar à operadora que o aparelho em questão foi extraviado. De posse dessa informação, o IMEI pode ser cancelado, transformando o celular em um verdadeiro peso de papel.

comprar celular usado

Se estiver comprando um produto usado você pode checar o IMEI em diversos sites online. Caso ele tenha sido bloqueado por alguma razão, fuja da compra. Ainda que o produto não seja roubado, o bloqueio pode resultar na interrupção do funcionamento de linhas no aparelho a qualquer momento.

3. Atenção aos detalhes

Os celulares estão o tempo todo nos acompanhando. Em casa, no trabalho, na escola e nos momentos de lazer. Por essa razão, é natural que com o passar do tempo surjam marcas de uso nele. Riscos na tampa traseira e na tela são os indicadores mais frequentes de utilização.

Antes da compra, verifique se esses riscos não comprometem a estética do produto. Se isso for um problema, não compre. No caso da tela, redobre a atenção: alguns riscos podem comprometer a sensibilidade ao toque, tornando-o pouco responsivo aos comandos.

4. Verifique a disponibilidade de atualizações do modelo

Em geral, as fabricantes garantem a atualização do sistema operacional Android para mais duas versões além da original. No caso do iOS a vida é um pouco mais longa: até quatro gerações. Portanto, isso quer dizer que se um smartphone tem mais de dois anos, as chances são de que ele já esteja defasado em relação a isso.

Note que você deve contar os dois anos a partir da data de lançamento do produto no mercado, e não a partir da primeira compra. Um celular lançado em janeiro de 2016 chegou ao limite de atualizações em janeiro de 2018. Comprá-lo hoje significa, portanto, uma defasagem de quase dois anos além do seu limite.

5. Faça testes: câmeras, áudio e conexões

Se for possível fazer testes com o aparelho, faça. Utilize-o por alguns instantes antes de confirmar a compra. Em alguns itens é preciso redobrar a atenção: são os pontos em que mais erros costumam aparecer.

como comprar celular usado

Siga o seguinte check-list:

  1. Teste as câmeras, traseira e frontal, e veja se as fotos não estão embaçadas;
  2. Verifique o áudio: problemas com áudio são comuns, verifique se o som está saindo de forma clara;
  3. Verifique o microfone: faça um teste também com comandos de voz, o microfone costuma ser um item frequente na lista de problemas;
  4. Teste os botões: veja se os botões não estão soltos e se estão respondendo com precisão aos comandos;
  5. Cheque os conectores: veja se a entrada USB não possui rachaduras ou pinos tortos aparentes;
  6. Cheque a conexão: o celular se conecta de forma estável a uma rede Wi-Fi? Faça esse teste em uma rede da sua confiança.

*****

Quer saber quem tem os melhores acessórios para o seu smartphone? Acesse o site da MyMob e encontre a loja mais próxima de você!