Autor: MyMob

5 novidades e características que veremos nos smartphones em 2019

Os principais lançamentos em celulares de 2018 ainda nem chegaram nas lojas, mas as principais fabricantes do mundo já pensam nas novidades dos smartphones de 2019. Assim é a velocidade da indústria, que trabalha sempre pensando em uma ou duas gerações à frente dos seus produtos.

Enquanto as principais tendências de 2018 parecem estar estabelecidas – notch nos displays, telas com borda infinita, reconhecimento facial e câmera dupla na parte traseira -, muitas outras novidades estão “no forno” para os próximos anos. Nós fizemos um levantamento baseado em informações publicadas na imprensa internacional e listamos aqui quais são as principais tendências e características que devem aparecer nos celulares dos próximos anos.

Será que a indústria está indo na direção certa?

1. Notch: um mal necessário?

Desde que a Apple colocou no mercado o iPhone X, no final do ano passado, um item chamou a atenção na parte frontal: o notch. Trata-se de um recorte no “display infinito” que permite às fabricantes colocarem ali uma série de sensores na parte frontal. Muita gente estranhou, muita gente reclamou, mas o fato é que em termos de engenharia a solução funciona bem, embora comprometa um pouco a estética.

No inicio desse ano, o notch rapidamente se tornou uma tendência. Já há pelo menos sete modelos anunciados, de sete fabricantes diferentes – ASUS, LG e OnePlus entre elas – que trazem o notch na parte frontal. O design varia de aparelho para aparelho, mas em linhas gerais as funções são as mesmas.

Para os fabricantes de display, há vantagens quando todas as companhias seguem a mesma “linha de raciocínio”. Isso facilita a produção, diminuindo os custos para todos. Como diminuir custos é algo que a indústria está sempre buscando, 2018 e 2019 serão anos em que certamente muitos outros modelos de celular ganharão o notch na parte frontal.

2. Telas flexíveis: um velho sonho de consumo

Há pelo menos quatro anos um dos maiores desejos dos consumidores é que os celulares sejam capazes de “dobrar”. As tecnologias de desenvolvimento de displays avançaram muito nesse sentido e desde então temos visto alguns protótipos apresentados por diversas marcas, como Samsung, LG e Motorola. Porém, em termos práticos, ninguém ainda conseguiu.

Para 2019, a expectativa aumenta, pois especula-se que a Samsung – que é hoje uma das maiores fabricantes de displays do mundo – tenha chegado a uma solução viável comercialmente para os smartphones. Vários pedidos de patente nesse sentido já foram requeridos e é bem possível que pela primeira vez vejamos algo assim funcionando no próximo ano.

3. Recarga wireless: um caminho longo a ser trilhado

O Instituto de Ciências Avançadas da Coreia do Sul demonstrou recentemente um protótipo do Dipole Coil Resonant System (DCRS), um sistema de recarga wireless que consegue recarregar os eletrônicos mesmo que eles estejam a uma distância de até 4,5 metros. A ideia é que um campo magnético colocado dentro de uma residência possa recarregar até 40 celulares de uma só vez.

A compatibilidade com recarga sem fio que temos hoje ainda é limitada. São poucos os modelos compatíveis com esse formato e já se provou que ele não é tão mais prático assim, afinal o celular precisa ficar descansando sobre uma base. A ideia é que muito em breve os celulares não precisem depender da base para recarga, mas aí seria preciso instalar sistemas nas casas para que isso fosse possível.

Portanto, isso é algo que veremos cada vez mais ser discutido nos próximos anos, mas sua introdução no mercado deve demorar um pouco mais.

4. Aperfeiçoamento em segurança e privacidade

Alguns dos principais recursos dos smartphones apresentados nos últimos anos têm relação com a segurança do usuário. Sistemas de leitura biométrica e leitor de íris, por exemplo, são duas maneiras mais simples e, teoricamente, mais seguras de se proteger com senha os dispositivos. Contudo, essas ferramentas devem ser aperfeiçoadas em 2019.

Uma das principais ideais é que o botão de leitura biométrica deixe de existir completamente – como a Apple já fez no iPhone X. Porém, esse recurso seria incorporado diretamente ao display, ou seja, sob a tela. Essa solução ocuparia menos espaço interno e permitiria, por exemplo, celulares mais leves, mais finos ou a adição de um novo componente.

5. Tecnologia 5G

Essa novidade infelizmente não chegará ao Brasil em 2019. Porém, em locais como a Coreia do Sul e os Estados Unidos, as primeiras redes 5G já estão sendo testadas e há previsão de que elas comecem a operar comercialmente em 2019. Isso significa que os novos smartphones precisarão ser compatíveis com essa frequência.

No Brasil, existe a previsão de que a implantação do 5G, ainda em caráter experimental, comece apenas depois de 2020. Assim, possivelmente teremos que esperar pelo menos mais três gerações até que esse recurso possa ser utilizado em sua plenitude no país. Contudo, os celulares lançados em 2019 certamente devem ter a compatibilidade com o 5G, que promete velocidades de transferência de dados ainda maiores.

Não importa qual seja o lançamento, a MyMob estará preparada para trazer os melhores acessórios para o seu ecossistema favorito: Android ou iOS! Quais dessas tecnologias você mais espera para 2019?