Home / Blog / Tecnologia / Os 5 melhores smartphones dobráveis que chegarão ao mercado em 2019

Os 5 melhores smartphones dobráveis que chegarão ao mercado em 2019

Você já pensou em ter um smartphone dobrável? Até há um tempo, essa ideia não passava de mera fantasia, mas a indústria investiu pesado de forma a conseguir tornar esse conceito uma realidade. E 2019 marca o ano de chegada deles às mãos dos consumidores.

Durante o Mobile World Congress 2019, evento de tecnologia realizado na cidade de Barcelona, na Espanha, no final do mês de fevereiro, diversas empresas apresentaram os seus primeiros modelos de smartphone dobrável. Eles ainda são grandes e espessos, mas a tendência é que se aperfeiçoem com o passar do tempo.

O principal segredo está nas telas flexíveis. Elas conseguem se curvar em um determinado ângulo de tal forma que com o auxílio de alguns mecanismos é possível dobrar o celular ao meio. Esse recurso permite que um aparelho com tela de 5 polegadas, por exemplo, possa se transformar em um tablet com display de 8 polegadas quando estendido.

Abaixo, listamos os principais modelos anunciados até aqui.

1. Samsung Galaxy Fold

Quem mais chamou a atenção com um smartphone dobrável até agora foi a Samsung. A empresa apresentou o Galaxy Fold em sua conferência de imprensa no evento de Barcelona. O aparelho funciona, na verdade, como dois smartphones em um só.

®Samsung

Dobrado ele tem uma tela de 4,6 polegadas e aberto consegue chegar às 7,3 polegadas. Segundo a empresa sul-coreana, o aparelho chega às lojas de alguns poucos países no mês de abril e tem um preço sugerido bem salgado: a partir de US$ 1.980 (o equivalente a R$ 7,6 mil, sem impostos). É pouco provável que ele seja vendido no Brasil.

2. Huawei Mate X

Entre todos os modelos dobráveis revelados, o Huawei Mate X é sem dúvida o que apresenta o melhor acabamento. Mais fino e com design mais moderno, o aparelho conseguiu um melhor aproveitamento de espaço em sua dobra, apresentando um display de 6,4 polegadas quando dobrado e 8 polegadas quando aberto.

®Huawei

O preço, no entanto, será ainda maior: cerca de US$ 2,6 mil (o equivalente a R$ 10 mil, sem impostos). A expectativa é que ele seja lançado na Europa, nos Estados Unidos e em alguns países da Ásia no segundo semestre de 2019. No Brasil também não veremos esse modelo tão cedo, exceto via importação.

3. Oppo Concept

A chinesa Oppo também apresentou o seu modelo dobrável na MWC 2019, o Oppo Concept. Porém, diferente dos dois primeiros, a empresa deixou claro que o seu produto ainda é um protótipo e, por essa razão, não há uma data prevista para o lançamento.

®Oppo/Weibo

As poucas pessoas que tiveram acesso a ele viram um produto bastante similar ao da Huawei. Especificações técnicas do produto bem como sugestão de preço também não foram divulgadas. A Oppo destacou ainda que pretende colocá-lo no mercado assim que entender que há demanda para esse tipo de produto.

4. TCL Concept

A TCL é pouco conhecida como marca de smartphone, mas é esse o grupo que detém os direitos sobre a marca BlackBerry. A empresa seguiu a mesma ideia da Oppo e apresentou no MWC 2019 o aparelho conceitual. A diferença aqui é que o modelo fecha “para dentro”, como se fosse um pequeno livro.

®The Verge

Por essa razão, a empresa não deu detalhes sobre especificações técnicas, preço ou data de lançamento. As bordas laterais mais grossas chamam a atenção e, pelas primeiras imagens, nota-se que o produto ainda precisa de um certo refinamento até que se torne comercialmente viável.

5. LG V50 ThinkQ

Fechando a nossa lista, temos também um modelo da LG, que foge bastante da proposta dos seus concorrentes. O smartphone LG V50 ThinkQ é um celular convencional, mas que pode ter acoplado à sua lateral uma segunda tela. Isso faz com que ele possa ser “dobrado” como um pequeno estojo.

®LG

A ideia da empresa sul-coreana é que os consumidores possam escolher se querem ou não comprar essa segunda tela, que será vendida separadamente. A empresa confirmou que o lançamento do produto deve ocorrer em 2019, mas não informou mais detalhes como data oficial ou preço final.

Fonte(s): ReviewGeek e IT World Canada