Autor: MyMob

Você sabia que fechar os aplicativos do iPhone não economiza bateria?

Se você tem um iPhone, certamente já deve ter feito isso ou ouvido o conselho de que fechar aplicativos do iPhone economiza a bateria. Em teoria faria sentido: menos apps rodando em segundo plano não apenas deixariam o smartphone mais rápido como também permitiriam que o sistema pudesse “descansar”, economizando enquanto isso o gasto de energia com a bateria.

Contudo, esse pensamento é mais um entre os muitos mitos do mundo da tecnologia – e a própria Apple se encarregou de vir a público dizer que fechar os apps que estão em segundo plano não ajuda em nada a economizar a bateria. E mais ainda: você pode até perceber uma queda no desempenho se fizer isso.

Parece difícil de acreditar, não é mesmo? Bem, vamos explicar em detalhes por que isso acontece e desvendar mais esse mito.

Deixa que a Apple faz isso

Segundo o site internacional espescialista em tecnologia The Verge, há alguns anos o vice-presidente sênior de plataformas e ecossistemas do Google, Hiroshi Lockheimer, publicou no Twitter uma declaração que gerou uma certa polêmica. Ele disse que a melhor coisa a se fazer era deixar o Android gerenciar sozinho o sistema operacional e que não havia a necessidade de se fazer isso manualmente.

Pois saiba que no iPhone a regra é exatamente a mesma. Entrevistado pela publicação, o desenvolvedor Ish Shabazz foi categórico em afirmar que fechar os aplicativos em segundo plano não adianta muita coisa. E mais: a própria Apple veio a público para confirmar que sim, fechar os aplicativos do iOS que não estão sendo utilizados não resolve nada.

No site oficial da Apple, na sessão de Suporte, o conselho é exatamente esse: você deve fechar apps manualmente apenas quando eles não estiverem respondendo, ou seja, quando estiverem travados por alguma razão. De resto, não há necessidade de se fazer isso, pois não haverá impacto nenhum na economia de bateria.

E como fechar os apps manualmente pode até ser prejudicial?

Bom, se na verdade fechar os aplicativos manualmente não ajuda, por que então isso atrapalharia o desempenho do aparelho? A explicação com relação a isso vem de Craig Federighi, vice-presidente sênior de Engenharia de Software da Apple.

Quando você força o fechamento de um app, há processamento no sistema operacional e uma pequena quantidade de energia é dispendida para que isso ocorra. Porém, enquanto o app está sem utilização no segundo plano,  esse gasto não ocorre. Ou seja, parar para ir fechar os apps gasta mais bateria do que deixá-los lá como estão. Em outras palavras: deixe esse trabalho com a Apple que o consumo será menor.

Ainda segundo o executivo, hoje os smartphones em geral têm memória RAM suficiente para gerenciar apps em segundo plano de forma que isso não vai prejudicar de forma alguma o desempenho dos apps em funcionamento. Além disso, iniciar e fechar apps é um ato que consome muito mais energia do que simplesmente não mexer com eles.

Portanto, o melhor a se fazer é evitar cair em tentação: não feche os apps que não estão em uso a não ser que eles travem. A bateria do seu celular agradece.

Fonte(s): Business Insider, The Verge e Apple